Cultura

Fé versus Lei: novíssimo capítulo inédito de Fernão Mendes Pinto, por Sr. Semana

Considere-se que ainda que o anúncio do Evangelho não tenha anulado as leis seculares de Bungo, há evidente conflito entre a doutrina citada e a lei alegada para a condenação do paciente.

Lula, Fernando Morais e a franqueza de sempre, por Jean D. Soares

É preciso dizer ainda que a estratégia usada por Morais é bastante louvável. Ao iniciar o livro pelos últimos anos, toda a história de Lula é revista tendo como pano de fundo a injustiça de condenar alguém por ideias justas.

Tutty Moreno conhece todos os ritmos, por Maurício Gouvêa

Tutty chama também de sua a carreira que trilha ao lado de Joyce, tamanha é a sinergia de ambos

Joséphine Baker no Panthéon, por Walnice Nogueira Galvão

Fugindo ao racismo, aos 19 anos baixa em Paris, e ali inicia sua vida de artista profissional. Há alguns filmes que restaram, entre mudos e falados, nos quais se requebra e dança, inclusive com a famigerada tanga de bananas.

Trio Corrente lança álbum “Sincronia”

Após a comemoração dos 20 anos, grupo apresenta álbum gravado durante a pandemia em espetáculo no Blue Note

A ditadura brasileira e os dois demônios, por Urariano Mota

O governo fascista chama de heróis autores de crimes contra a humanidade. Sobre nós, como um Pentecostes do terror, desce uma nova língua que zomba da civilização.

Hoje é Dia do Palhaço, por Luciano Hortencio

Não poderia eu deixar passar em branco data tão importante, homenageando a valorosa classe dos palhaços

Sonhar voltou a ser possível?, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Nesses jardins é possível ver que as plantas ornamentais, muito bem cuidadas, foram adubadas com livros grossos de páginas finas feitas de matéria orgânica.

Agora eu digo como diz o dito

Luciano Hortencio diz como diz o dito, e coletou, durante toda a sua vida, as pérolas ouvidas deste povo sabido, de pessoas que usam os dizeres por décadas

A Destruição da Cultura Brasileira é a Destruição do País, por Juca Ferreira

Todo o setor cultural já sente os efeitos dessa belicosidade. Uma tragédia, em meio à barbárie geral que estão tentando implantar no país.

Porque a polícia bate, por Rogério Faria e Daniel Brás

Uma tirinha sobre a violência policial

‘A disputa de Natal’: documentário sobre o Natal ‘alt-right’ do passado que jamais existiu,...

Um microcosmo que mostra como a América Profunda fez emergir o fenômeno alt-right do Trumpismo, depois irradiado para todo o planeta.

Matei dezembro, por Romério Rômulo

Sem teu amor no meu eu me perdi.

Baterista Paulinho Vicente apresenta ‘Real Time’

O baterista Paulinho Vicente lançará nas plataformas digitais no dia 10 de dezembro, Real Time, seu primeiro disco.

Cinefoot homenageia José Medeiros, fotógrafo do menino da arquibancada do Maracanã, por Cesar Oliveira

Quero convidar os leitores do jornal GGN para a “live” (“live” é o cacete — diria Ancelmo Góis) da qual participo, com Zenaide Medeiros, a filha primogênita de fotógrafo “poeta da luz” e Antonio Leal, o mentor do CINEfoot, hoje, às 19 horas.

É necessário defender e assistir o cinema brasileiro: alguns lançamentos, por Roberto Bitencourt da...

Não deixem de assistir a alguns recentes lançamentos feitos nas salas de cinema e nas plataformas digitais de streaming, tais como: “Acqua movie” e “7 Prisioneiros”.

A morte do grande Henrique Annes, por Luis Nassif

Esses tempos atribulados me impediram tomar conhecimento da morte do grande Henrique Annes, uma das figuras fundamentais do violão brasileiro e pernambucano.

“Pai, o Píndaro, dono da farmácia, foi campeão pelo Fluminense?”, por José Carlos Faria

Após adquirirmos o “Diário de Notícias”, do qual eu recortava o “Pau de Sebo” para colecionar, sempre passávamos pela farmácia do Píndaro, para bater papo.

Sobre o movimento contra Florestan Fernandes, por Paulo Fernandes Silveira

Um dos temas explorados no movimento contra Florestan relaciona-se à contribuição da socióloga e psicanalista Virgínia Leone Bicudo, no início dos anos 50, na pesquisa Unesco sobre as relações raciais no Brasil.

O dia em que Che Guevara tomou a Livro 7 no Recife, por Urariano...

Para não mencionar os muitos grupos e ações que sua vida legou, conto a seguir um relato incrível, criativo, da sua presença no Recife em 1977. Na pessoa do genial Djalma Gomes de Lima Junior.