Moro volta a publicar mensagens de Bolsonaro e pede autonomia da PF

Ex-ministro aproveita operações da Polícia Federal e publica mensagens que aponta como prova de interferência do presidente

Foto: Lula Marques / AGPT

Jornal GGN – O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro usou sua página no Twitter para divulgar uma troca de mensagens entre ele e o presidente Jair Bolsonaro, onde o foco da discussão era a Polícia Federal (PF).

A mensagem foi tornada pública em abril. Na ocasião, Bolsonaro encaminhou ao ex-juiz uma notícia a respeito do inquérito das fake news, onde dizia que a investigação estava “na cola de 10 a 12 deputados bolsonaristas” e escreveu: “mais um motivo para a troca”,

“A Polícia Federal tem que trabalhar com autonomia. Que sejam apurados os supostos crimes no RJ e também identificados os autores da rede de fake news e de ofensas em massa. Diante das denúncias de interferência na PF, o Ministro Alexandre manteve os delegados que estavam na investigação”, escreveu Moro.

Segundo informações do jornal Correio Braziliense, a mensagem foi publicada no dia em que a Polícia Federal cumpre 29 mandados de busca e apreensão em investigação sobre fake news conduzida pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) – inquérito esse que é o mesmo da notícia enviada ao ex-ministro.

 

Leia Também
Caso Moro-Bolsonaro: Os dois corpos do rei e a criminalização do STF
Donos da Havan e Smart Fit têm sigilo quebrado no inquérito das fake news
PF faz buscas contra empresários e blogueiros bolsonaristas no inquérito das fake news
GGN prepara dossiê sobre trajetória de Sergio Moro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. Esse canalha condenou Lula em um processo iniciado em noticia falsa publicada nO Globo. Vazou edições de conversas particulares de D. Marisa e um de seus filhos, da Dilma e de Lula, de depoimentos de acusados em tempo real, colaborando para arrasar reputações. E ainda se dá relevância ao que esse sujeito fala ou publica em rede social. Parece mesmo que querem tê-lo como presidente. Dilma profética: não vai sobrar pedra sobre pedra.

  2. O que faz a oposição que não supre o STF de pedidos que os apoi e sirvam aos mesmos propósitos e adicionais similares?
    Precisam fazer um curso intensivo de “pedir a Deus um pouco de malandragem”?
    Ou vão combater mentiras, ilegalidades, truculências e ameaças com escrúpulos e a pureza das crianças?
    Talvez notinhas de repúdio e pedidos de união?
    Ou instituir a “medalha pacificadora do mérito miliciano”?
    A Tiradentes eles já tem…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome